Fotografar ? uma ARTE com: Jan Suadek

10/11/2011 16:08

 Jan Saudek, 1935, Praga.

 
Jan Suadek é filho de judeus. Grande parte de sua família, incluindo o próprio, estiveram nos campos de concentração nazistas durante Segunda Guerra Mundial. Um dos poucos sobreviventes, conseguiu escapar por pouco das experiências do médico alemão Josef Mengele, louco conhecido por injetar tinta azul em olhos de crianças, por unir veias de gêmeos e por deixar pessoas em água gelada para testar suas resistências. 
 
Talvez por toda a conturbação da infância e por ter conhecido de perto os limites do comportamento humano, Jan desenvolveu uma percepção ácida sobre a sociedade.  Por isso, é considerado um dos fotógrafos mais excêntricos da atualidade. Também é desenhista e pintor, por isso a estética sua fotografia é tão similar aos seus outros trabalhos. 
 
Sua primeira câmera de foi uma Kodak Baby Brownie, em 1950. Usou-a por quase uma década antes de trocá-la por uma Flexaret 6x6. 
02.jpg
Suas primeiras fotografias, ainda em preto e branco, tratavam de um intimismo bastante particular e dramático das relações humanas. Sempre em pares, seus modelos traçavam um comportamento teatral diante da câmera, tomando posições suaves e intensas, como se dialogassem uns com os outros pela linguagem corporal. 
 
Ao migrar para a fotografia colorida, Jan Saudek se liberta da construção da linguagem que desenvolvia, passando a retratar as relações humanas por outro ângulo. Começa a utilizar o nu frequentemente em suas fotografias como maneira de convencer o observador de que a sexualidade é algo da natureza humana e, por isso, não deve ser escondida. 
 
O uso do nu na fotografia sempre foi uma polêmica, mas Jan desconstrói esse tabu através das situações vividas por seus retratados, sempre amigos ou parentes. Sempre hilário, descontraído e sem o mínimo de pudor, o fotógrafo não se importa com análises negativas em relação ao seu trabalho. “Para mim, a diferença entre Arte e Pornografia é simples. Você pode olhar a Arte por uma eternidade, enquanto a Pornografia você olha rapidamente e coloca de lado, porque tudo é explícito; não há mistério, a fantasia não tem espaço ali” – declara.
 
Jan Saudek é naturalmente erótico. É arte sensual que masturba o cérebro. É o retrato de uma sociedade livre, representada na pele de homens e mulheres, crianças e idosos, gordos e magros. Todos loucos. 

jan_suadek_-_preto_e_branco_1.jpg

jan_suadek_-_preto_e_branco_2.jpg
jan_suadek_-_preto_e_branco_3.jpg
jan_suadek_-_preto_e_branco_4.jpg
jan_saudek_-_colorido_1.jpg
jan_saudek_-_colorido_2.jpg
jan_saudek_-_colorido_3.jpg
jan_saudek_-_colorido_4.jpg
jan_saudek_-_colorido_5.jpg
jan_saudek_-_colorido_6.jpg
jan_saudek_-_colorido_7.jpg
jan_saudek_-_colorido_8.jpg
jan_saudek_-_colorido_9.jpg
jan_saudek_-_colorido_10.jpg
jan_saudek_-_colorido_11.jpg
jan_saudek_-_colorido_12.jpg
 
artigo de:

Henrique Resende | @henriquedpr

www.flickr.com/photos/henriquepaiva 

Fonte:http://fotografeumaideia.com.br/site/index.php

Compartilhas Noticia

Tags

Coment�rios

Comentrios

Escrever Comentrio

84925

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now