Portal do Mamulengo - O projeto consiste em criar uma plataforma (Portal do Mamulengo) com um acervo online de 100 brincantes e mestres do teatro de bonecos popular do Nordeste.

O projeto consiste em criar uma plataforma (Portal do Mamulengo) com um acervo online de 100 brincantes e mestres do teatro de bonecos popular do Nordeste.

16/06/2021 10:31

 

 

“Respeitável público, adultos e crianças do Brasil inteiro, aprochegue, olha o mamulengo! Não interrompa a história não, oxente! É babau, João Redondo e Cassimiro Coco, é tudo e todo”.
 
Para preservar a história do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste e difundir o trabalho dos brincantes, o grupo Voar Teatro de Bonecos idealizou o Portal do Mamulengo e agora precisa de você para ajudar a concretizar esse sonho.
 
                      
 
 
 
Juntos vamos reunir informações de mais de 100 mestres e novos brincantes, com dados, fotos, vídeos, tudo que for necessário para preservar a memória e a técnica centenária desse patrimônio imaterial brasileiro, que sobrevive desde os tempos coloniais.
 
 
A exposição online será criada de forma dinâmica, permitindo sua exibição em festivais, feiras, pontos turísticos e escolas.
Dizem por aí que mamulengo vem da malemolência de uma mão molenga, mas aqui não tem moleza não, viu, arregace as mangas e vista essa luta LUVA!
 
 
 
Contribuindo com o Portal do Mamulengo, além de fazer parte dessa história para sempre, você ainda ganha mimos tradicionais e originais, para poder brincar também, olha que bacana!
 
 
 
 
 
 
 
  
 
Estão juntos com a Voar, a ACTB - Associação Candanga de Teatro de Bonecos e a ABTB - Associação Brasileira de Teatro de Bonecos. A seleção dos bonecos contará com uma curadoria formada por pessoas com notório saber na área de cultura popular, incluindo a doutora em cultura popular Izabela Brochado (UnB); o mestre reconhecido pelo Iphan, Chico Simões e Andreisson Quintela, criador da TV Mamulengo e integrante da Comissão de Bonecos Populares da ABTB.
 
 
 
 
 
 
 
O projeto foi selecionado no âmbito do “Edital Matchfunding BNDES+”, que estimula ações de legado para o patrimônio cultural brasileiro. Assim, para cada real arrecadado na campanha, o BNDES entra com mais dois reais, triplicando os recursos até atingir a primeira meta, de R$ 75 000,00. Mas a regra é TUDO ou NADA: se essa meta não for atingida, o valor arrecadado é devolvido e o projeto não acontece. Você não vai deixar isso acontecer, não é verdade? Colabore e passe a ideia adiante, criando uma grande rede de apoio à cultura brasileira!
 
 
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

6404

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now