KAZUO OKUBO | GALERIA RUBEM VALENTIM E ESPAÇO CULTURAL RENATO RUSSO

Fonte:https://dasartes.com.br/agenda/kazuo-okubo-galeria-rubem-valentim-e-espaco-cultural-renato-russo/

22/07/2022 18:48

 

No próximo dia 19 de julho, às 19h, a Galeria Rubem Valentim do Espaço Cultural Renato Russo recebe a mostra “Vê Nus”, do fotógrafo Kazuo Okubo, com curadoria de Rosely Nakagawa. As imagens que compõem a exposição foram realizadas a partir de 2004 até 2020 com voluntárias que autorizaram o fotógrafo a retratar e revelar suas intimidades anonimamente. No dia da abertura, acontece o lançamento do fotolivro “Vê Nus”, com todas as imagens das voluntárias que posaram para o projeto e texto da curadora, que estará à venda no local. A mostra é realizada com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) do Distrito Federal. A mostra fica em cartaz até o dia 28 de agosto, com visitação de terça a domingo, das 10h às 20h. A entrada é gratuita e a classificação indicativa recomendada é 18 anos.

Dezoito anos depois de realizar a primeira imagem da série e oito anos desde que foi apresentada parcialmente na SP-Arte/Foto 2014, a mostra será apresentada com 58 fotografias de mulheres que participaram dos ensaios fotográficos voluntariamente. “Sei que é uma grande ousadia revelar a intimidade das pessoas dentro de uma cultura conservadora, e que encontraríamos muitas dificuldades no caminho”, afirma Kazuo Okubo, que fotografou 60 mulheres voluntárias para o projeto. Mas para a mostra, serão apresentadas as imagens de 28 mulheres fotografadas de frente e de costas e impressas em gabardina em grande formato, 100cm X 75cm.

Acompanhando a produção fotográfica de Okubo desde 2008, a curadora Rosely Nakagawa ressalta que a série “Vê Nus” mostra a diferença radical entre imagem e imagem técnica. “A imagem “imagina” o mundo, enquanto a imagem técnica “imagina” significados.  “O que nos mostra este conjunto de imagens é a liberdade conseguida pela arte ao longo da história, que permitiu à fotografia contemporânea essa apropriação da beleza onde quer que esteja o desejo do autor”. “Vê Nus”, diz a curadora, “reúne a delicadeza e ousadia de nus femininos, de voluntárias que aceitaram compartilhar detalhes de suas intimidades”.

Para o projeto “Vê Nus”, Kazuo Okubo utilizou uma técnica de superexposição da imagem. High-key é uma técnica que usa iluminação excepcionalmente brilhante para reduzir ou eliminar completamente as sombras na imagem. “Com isso, perco os médios tons e fico com o branco e as variações do cinza para o preto. Ficam apenas os traços essenciais da imagem. Trago para a fotografia o traço minimalista dos meus antepassados presentes por exemplo nos traços de sua escrita”, comenta o fotógrafo.

Para Nakagawa, a obra de Kazuo Okubo ocupa um lugar na fotografia de arte contemporânea brasileira devido à sua forte individualidade e à sua tradição oriental, onde além da presença do nu, o rigor técnico e formal são ferramentas para exercer sua criatividade. Em “Vê Nus”, o fotógrafo obtém um resultado poético e particular, despido de julgamento e contextualização da cultura Ocidental. Okubo mostra a força, a coragem, a liberdade, a individualidade e a beleza dessas mulheres. O resultado causa polêmicas, mas estamos diante de uma cultura para o futuro. Um futuro com liberdade, ética, respeito e educação em busca do equilíbrio que traga a paz”, completa.

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

51486

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now