Kodak abandona a fabrica??o de c?meras de foto e v?deo

09/02/2012 19:37

 

Companhia irá se concentrar na venda de patentes e impressoras

A centenária marca Eastman Kodak anunciou nesta quinta-feira que vai suspender antes de 30 de junho a fabricação de câmeras de foto e vídeo digitais e porta-retratos digitais para concentrar-se na venda de patentes e impressoras. "Há algum tempo, a estratégia da Kodak consiste em aperfeiçoar suas margens no setor dos aparelhos centrando sua participação em termos de produtos, presença geográfica e distribuição. O anúncio é a continuação lógica deste processo", afirmou o diretor de marketing do grupo, Pradeep Jotwani, em comunicado.

Em 19 de janeiro, a Kodak entrou com o pedido de proteção da lei americana de concordatas, assim como suas filiais norte-americanas. A empresa, que negociou créditos no valor de 950 milhões de dólares com o banco Citigroup, afirmou que tem liquidez suficiente para operar sob o capítulo 11 (da lei de quebras e falências) e prover produtos e serviços aos seus clientes.

Agora protegida por seus credores, a Kodak afirmou que se concentrará na venda de sua carteira de patentes e outras atividades mais rentáveis. A empresa espera ver seu plano de reestruturação aprovado pela Justiça americana para poder voltar a seu funcionamento normal em 2013.

Com sede em Rochester (estado de Nova York), a empresa, com mais de um século e que foi símbolo do capitalismo americano, não parou de declinar desde o advento da tecnologia digital. Desde 2003, a Kodak fechou 13 fábricas e 130 laboratórios e já suprimiu 47 mil postos de trabalho, lembrou Antonio Pérez, presidente do grupo citado no comunicado.

Desde o início da era digital, a fabricante do lendário filme Kodachrome foi deixada para trás por seus concorrentes, especialmente os asiáticos.

(Com agência France-Presse)

Fonte:http://veja.abril.com.br/noticia/economia/kodak-abandona-a-fabricacao-de-cameras-de-foto-e-video

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

17656

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now