Sindicato faz campanha pela aprova??o de aposentadoria especial para rep?rteres fotogr?ficos

31/08/2011 20:08

Direção da entidades se dispôs a auxiliar deputado Padre João (PT-MG), que desarquivou o projeto

Na última terça-feira 30, o presidente do Sindicato do Jornalistas Profissionais do DF, Lincoln Macário, membros da executiva e os repórteres-cinematográficos Mário Reis e Azeite foram recebidos no gabinete do deputado Padre João (PT- MG) para debater a elaboração do relatório do parlamentar da PL 8761/2010, que trata sobre a aposentadoria especial dos repórteres-cinematográficos e repórteres-fotográficos.

A assessoria legislativa do deputado explicou que o projeto de lei tem que passar por cinco comissões na Câmara dos Deputados. Para que a aposentadoria especial seja aprovada de modo terminativo e sem ter que passar pelo plenário, é preciso o PL passe pelo crivo dos parlamentares sem nenhum tipo de rejeição na cinco comissões.

Foi criada página no facebook para debate sobre a aposentadoria especial (https://www.facebook.com/#!/groups/148499561900440/  ) e entregue pelo SJPDF o relato abaixo que explica o peso do equipamento carregado pelos colegas e uma pequena lista com os profissionais de Brasília que estão com problemas de saúde devido ao excesso de peso:

O sindicato dos Jornalistas Profissionais do DF (SJPDF) encaminhou breve relato das condições de trabalho dos repórteres-fotográficos e repórteres-cinematográficos para que o deputado tenha a percepção da gravidade da situação de trabalho e dos problemas de saúde desses trabalhadores.

Excesso de peso

O SJPDF colheu depoimento de 289 profissionais que se cadastraram em página na internet para debater sobre a aposentadoria especial para esse segmento, sobre o excesso de peso que carregam e sobre os problemas de saúde resultado do exercício da profissão.

O equipamento de um repórter-fotográfico tem uma lente 300mm, uma lente 70-200mm, uma lente 28-70mm, uma lente 16-35mm, um flash, uma câmera digital e um lap top para a transmissão das fotos que totalizam em média 9 Kgs. O equipamento do repórter-cinematográfico e seu assistente carregam uma câmera HD de 8kg, um tripé para entrevista, uma iluminação e uma mochila com CDs e cabos que pesam em média 22 Kgs

O objetivo desse documento é mostrar que a categoria apóia  PL 6781/2010, que o SJPDF quer prestar assessoria técnica sobre o tema, esclarecer as dúvidas e ser ponte entre sua excelência e os jornalistas brasileiros. Seguem exemplos de profissionais cadastrados na página da internet que tiveram desempenho afetado ou que foram afastados devido o excesso de peso:

  1. Juares Franco fez um cirurgia no joelho esquerdo, tem desvio na coluna;

  2. Joedson Alves está afastado da função de cinegrafia devido a dores crônicas nas costas e joelho há cinco anos;

  3. Mário Reis está afasta da função devido operação para colocar pinos na coluna devido deterioramento ósseo há dois anos

  4. Mauro Pimentel tem tendinite no ombro;

  5. Nelson Perez tem um nervo pinçado nas costas;

  6. Gabriel Jabur tem hérnia de disco;

  7. Marri Nogueira tem cisto no carpo e hérnia de disco;

  8. Pedro França sofreu cirurgia para reconstrução de ligamentos do joelho direto;

  9. José Carlos Gonçalves tem síndrome do túnel do  Carpo e teve que fazer cirurgia nas duas mãoes;

O SJPDF fará o apoio técnico e político para que o PL 8761/2010 seja aprovado e que os colegas repórteres fotográficos e cinematográficos ganhem esse direito.



Fonte:http://www.sjpdf.org.br/

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

345

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now