A "Roda Gira" de Keyane Dias. foto :Ivaldo Cavalcante.

26/07/2011 11:52

A RODA GIRA

 
De repente, ela acordou! Não que seus olhos estivessem fechados, mas o que estes enxergaram, por anos, por vidas, nunca foi tão verdadeiro como agora. Só que a verdade que viu não é e não será fácil de compreender. Apenas por olhá-la, ali, naquele momento até então desconhecido, virginal, ela sentiu um ofuscamento delicioso e desafiador. A partir de então, o silêncio fala, os advérbios se fixam, os sentidos se afloram, a natureza grita e o seu EU clama pela liberdade.

Imagem: Ken Wong
 
O que foi e o que será perdem importância. A dualidade temporal das suas fantasias de menina é agora um borrão aos poucos apagado, chutado pra dar lugar ao aqui, ao agora. Ainda assim, ela zigue-zagueia no presente. Cai, erra, se afoba e tropeça, mas testemunha o valor de tudo isso diante da necessidade da transformAÇÃO. “A direção vai pra onde você apontar”, lembra, envolvendo-se em cada letra, fonema e palavra dessa certeza. “Pra onde você apontar”. As certezas ela guarda, as dúvidas, deixa soltas pra fazerem a roda viva girar. E como gira
Acesse o :http://alemdasparedes.blogspot.com/

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

10524

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now