Fotojornalista Beto Barata lan?a livro e exposi??o ?Vamos jogar bola!?, no Museu da Rep?blica, em Bras?lia.De 12 junho a 15 de julho, o Museu Nacional da Rep?blica

09/06/2014 18:38

 Mostra fotográfica de Beto Barata apresenta o universo das peladas de futebol nos gramados, ruas, terrenos baldios e quadras de esporte da capital federal

 

De 12 junho a 15 de julho, o Museu Nacional da República recebe a mostra fotográfica “Vamos jogar bola!”, de Beto Barata. As 43 imagens em preto e branco que compõem a exposição apresentam ao público uma Brasília diferente daquela conhecida mundialmente por sua modernidade arquitetônica e nacionalmente como o centro das decisões e da burocracia governamental. O fotógrafo retratou uma cidade onde a paixão pelo futebol pulsa nos campos de várzea, nas entrequadras, nos gramados da Esplanada dos Ministérios, no campinho de chão batido que levanta a poeira vermelha toda vez que os peladeiros disputam uma bola. Junto com a abertura da mostra, será lançado o livro homônimo com textos de Eraldo Peres, Clara Arreguy e Beto Barata. A mostra “Vamos jogar bola!” pode ser vista de terça a domingo, das 9h às 18h30. A entrada é gratuita e livre para todos os públicos.

 

O projeto “Vamos jogar bola!” começou a ser gestado em 2011, conta por meio da fotografia a paixão do brasiliense pelo futebol. “Aqui não se escolhe hora nem lugar pra bater uma bolinha com os amigos da rua, da escola ou do trabalho”, afirma o autor. Da riqueza e do volume de imagens capturadas nas peladas resultou o livro “Vamos jogar bola!”.   Com 120 páginas, o livro traz 110 fotos em preto e branco e textos de Clara Arreguy, Eraldo Peres e do autor, Beto Barata em versão bilíngue – inglês/português.  Tanto a mostra como o livro têm o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal (FAC) e do Ministério da Cultura.

 

Beto Barata, que ao longo de três anos circulou por todo o Plano Piloto e pelas cidades satélites para registrar os lances, alguns de craques, outros nem tanto, mas todos de puro deleite para os jogadores. Além das imagens, Barata recolheu frases que compõem o universo das peladas. “Assim como na minha infância, quando passava o dia jogando bola na rua, hoje os moleques fazem o mesmo, as conversão são as mesmas, as provocações também. Vez por outra ouvimos um: Deus me livre esse menino!; Se triscar em tu essa bola, vai furar a redeQuem é o 10 do Real Madrid?Quem?. Disso tudo, só o Real Madrid é novo”, arremata.

 

O curador da mostra, o também fotógrafo Eraldo Peres, ressalta que o registro dessas peladas entra definitivamente para a memória coletiva da capital federal.  Para Eraldo, a mostra e o livro “Vamos jogar bola!” são registros lúdicos em preto e branco que apresentam uma cidade que em pouco mais de cinquenta anos mostra todo seu vigor e diversidade em torno desse esporte, considerado paixão nacional.

Para a jornalista Clara Arreguy , que assina um dos textos do livro, o futebol produz craques anônimos todos os dias, em todas as esquinas. O jeitinho brasileiro está presente de forma positiva ao improvisar o campo, as traves e, até mesmo a bola: “Não tem campo? Vale areia, cimento, asfalto, terra, pasto. Não tem bola? Vale bola de meia, papel de jornal embolado e embrulhado em fita adesiva. Não tem trave? Vale pau, pedra, lata, garrafa, tênis. Não tem risca de cal, vale até a linha imaginária... os espaços do sonho de quem quiser sonhar.”

 

“Este trabalho é um resgate de uma memória afetiva pessoal e, acredito, de todos os que cresceram em Brasília e que costumavam chamar os amigos pra jogar bola na rua ou no gramado da quadra”, completa Beto Barata. 

 

Beto Barata

 

Há 18 anos atuando como repórter fotográfico em agências e veículos nacionais e internacionais, Beto Barata desenvolveu uma carreira reconhecida e premiada. “Vamos jogar bola!" é o segundo  projeto especial do fotógrafo. O primeiro, o livro e a exposição  "Brasília Submersa", foi lançado em 2010,  em homenagem aos 50 anos da capital federal. Nele, Barata mostra Brasília partir de uma perspectiva diferente: debaixo das águas do Lago Paranoá. Isso porque, além de fotojornalista, Beto Barata é ainda mergulhador, especializado em fotografia subaquática, um aventureiro das imagens. ­­­

 

Assista ao vídeo do making of de “Vamos jogar bola!”

 http://www.youtube.com/watch?v=MS2HXHhQVMw

 

 

 

Serviço

“Vamos jogar bola!”

Mostra fotográfica de Beto Barata

43 fotografias em preto e branco

Impressão fine art - pigmento mineral sobre papel de algodão

Curadoria: Eraldo Peres

Local: Museu Nacional - Complexo Cultural da República

Data: de 12 de junho a 15 de julho 

Visitação: de terça a domingo, das 9h às 18h30

Entrada: gratuita e livre para todos os públicos

Telefones: 61 3325-5220 e 3325-6410

 

Lançamento do livro

“Vamos jogar bola!”

De Beto Barata

Textos de Eraldo Peres, Clara Arreguy

120 páginas

110 fotos em preto e branco

Preço: R$70,00

À venda no local

 

Contato para imprensa em Brasília

Luiz Alberto Osório

Agenda KB Comunicação

e-mail: luiz.alberto@agendakb.com.br

Telefone: 61 3344-0143 e 8116-4833

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

83914

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now