SiteJornalOlhodeAguia
Not?cias
12/01/2019 09:15
Janeiro é o mês de conscientização sobre a Saúde Mental
Intitulada ‘Janeiro Branco’, a campanha chega para sinalizar a importância dos cuidados emocionais, debater e difundir o conceito de saúde mental no Brasil

 A campanha Janeiro Branco é uma iniciativa que acontece no primeiro mês do ano para ajudar a população brasileira a embarcar em um momento de reflexão e mudança que todo mundo almeja na passagem do ano. É um convite para os cuidados com a saúde mental. Instaurada no país em 2013, a campanha tem como objetivo tornar janeiro o mês oficial para pensar e promover ações em prol da saúde mental, assim como já ocorre com o Setembro Amarelo – para prevenção do suicídio; Outubro Rosa – combate ao câncer de mama e Novembro Azul – combate ao câncer de próstata.

A Psicóloga Juciléia Rezende, chefe da unidade de oncologia do Hospital Universitário de Brasília (HuB), conta que a ideia da campanha é reforçar a importância dos cuidados emocionais por meio das mídias, instituições sociais públicas e privadas. Dessa forma, a implementação de ações estratégicas que sensibilize a iniciativa de projetos dentro do universo político, social e sociocultural pode acontecer de maneira efetiva. Com isso, é mais fácil atender as demandas individuais e coletivas, direta ou indiretamente relacionadas aos diversos cenários que englobam a Saúde Mental.

“O próprio indivíduo precisa saber o valor da sua saúde mental. O impacto do adoecimento emocional pode ser devastador. Pois a saúde mental é aquilo que gerencia nossas vidas, nossas relações, nosso amor-próprio e a forma como lidamos com os problemas e adversidades que surgem ao longo da vida. Sem a saúde mental nós não conseguimos cuidar de coisas importantes como o lado físico, e acabamos deixando de lado comportamentos saudáveis como a própria alimentação. É uma retroalimentação... quanto mais cuido de mim, mais me sinto apto a vivenciar de maneira equilibrada as relações e situações da vida cotidiana”, explica a psicóloga. 

Juciléia ressalta que as pessoas precisam voltar seus olhares para a importância da saúde mental e como a doença pode ser impactante no dia a dia. “É preciso otimizar a capacidade de lidar com os problemas da vida. Melhorar a capacidade individual de expressar emoções. A saúde mental engloba uma série de fatores complexos que cada pessoa interpreta e reage de maneira diferente. Ou seja, a saúde mental é nosso equilíbrio”, finaliza. 

Como lidar com o lado emocional quando há diagnóstico de câncer na família

Receber o diagnóstico de câncer muda a maneira com que os membros da família se relacionam. De maneira geral as famílias que resolvem bem seus conflitos e que se apoiam entre si são as que melhor enfrentam o câncer de um ente querido.

De acordo com a Oncologista Ludmila Thommen, os papéis dentro da família mudam e a maneira com a qual seus membros lidam com as mudanças afetará a forma com a qual se adaptarão no futuro.

“Para o paciente com câncer, as mudanças na família podem desencadear angústia ao não se sentir mais incluída dentro de casa. É importante compreender isso e ajudar o paciente a encontrar maneiras de contribuir e sentir-se útil nas atividades cotidianas quando há condição física para tal. Isso ajuda tanto o paciente quanto os membros da família”, diz a oncologista.

Ludmila fala sobre a importância de os familiares procurarem informações nesse processo de transição, pois é uma ferramenta importante para lidar com a situação. “Sempre que possível leia e aprenda algo sobre a doença e também como é tratada. Inteire-se das novidades relacionadas ao câncer, novos tratamentos e terapias de suporte. Dê preferência para as que focam na qualidade de vida do familiar com câncer”, alerta.

Ver alguém que você ama doente é muito difícil. Para isso, a Psicóloga Juciléia Rezende, conta que os amigos e familiares podem enfrentar momentos de altos e baixos, de desânimo, incerteza e dúvidas. Por isso, consideramos importante um espaço para falar sobre o que os membros da família e próprio paciente está sentindo.

Para saber mais

No dia 25 de janeiro, às 13h, a oncologista Ludmila Thommen promove um bate-papo sobre saúde emocional, voltado para pacientes do HuB. Em conjunto com outros profissionais da saúde, ela vai abordar temas como equilíbrio emocional e mental. O encontro é gratuito e tem o intuito de estimular o bem-estar dos pacientes, auxiliando no tratamento.

 

 contatos:
Destak Comunicação
Stephane Paula
3344-0333
98222-1487
Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 999
Desde 15/05/2011: 5.233.053
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim