O marinheiro Glenn Edward McDuffie que beijou Edith Shain,fotografado por Alfred Eisenstaedt faleceu no Texas aos 86 anos.

19/03/2014 07:40

 

Morre marinheiro que protagonizou foto de beijo em NY.

Glenn Edward McDuffie tinha 86 anos e faleceu no Texas, nos Estados Unidos

Glenn McDuffie e Edith Shain beijam-se em Times Square, Nova York, em 1945

Glenn McDuffie e Edith Shain beijam-se em Times Square, Nova York, em 1945 (Alfred Eisenstaedt/Getty)

O marinheiro Glenn Edward McDuffie, um dos protagonistas de uma das fotos mais famosas do mundo, um beijo na Times Square, em Nova York, para celebrar o fim da II Guerra Mundial, morreu neste sábado aos 86 anos no Texas, Estados Unidos, informou Glenda Bell, sua filha. O beijo de McDuffie e Edith Shain, fotografado por Alfred Eisenstaedt para a revista Life, entrou para a história como uma das imagens mais marcantes do século XX.

Em 2007, McDuffie revelou que não conhecia Edith, que era enfermeira, e nem tinha falado com ela antes de lhe beijar. “Em 14 de agosto de 1945, eu tinha 18 anos e, quando desci do metrô, uma senhora me disse que a guerra tinha terminado e fui para a rua gritar. Vi à enfermeira e ela estava sorrindo, portanto simplesmente a agarrei”, rememorou o marinheiro na entrevista. Edith faleceu em 2010 aos 91 anos.

Leia também
Cartier-Bresson ganha grande retrospectiva em Paris
Submarino japonês da II Guerra é encontrado no Havaí

Lista de Schindler original será leiloada na internet

A identidade do jovem que protagonizou o famoso beijo esteve envolvida em controvérsia por alguns anos, mas McDuffie sempre reivindicou que foi ele e colaborou com a especialista legista Lois Gibson, do Departamento de polícia de Houston, para provar a veracidade. Lois, que realizou várias reconstruções de rostos usando somente um crânio, estudou a estrutura óssea dos onze homens que se diziam autores do beijo antes de concluir que o homem da foto era mesmo McDuffie. A foto original atualmente está no Museu de Belas Artes de Houston.

McDuffie, que vivia desde 2009 no norte do Texas com sua filha, passou os últimos anos de vida arrecadando fundos para os veteranos de guerra e visitando feiras de armas nas quais assinava exemplares da famosa foto. “No final, conseguiu o reconhecimento que merecia depois que tantos homens tentaram dizer que eram eles os da foto”, explicou Glenda Bell. McDuffie será enterrado na próxima semana no cemitério nacional de Dallas, Fort Worth.

Fonte:http://veja.abril.com.br/ (Com agência EFE)

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

29088

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now