SiteJornalOlhodeAguia
Not?cias
17/07/2012 12:17
Paulo Nunes dos Santos, residente na Irlanda abre programa??o internacional com "?reas de Conflito" dia 27 de julho - Galeria Olho de ?guia (Taguatinga-Norte)

  No dia 27 de julho, começa a temporada de atrações internacionais no projeto Imagem sem Fronteiras. O português Paulo Nunes dos Santos, residente na Irlanda, lança na Galeria Olho de Águia a exposição Áreas de Conflito.Acesse http://imagemsemfronteiras.blogspot.com.br/  http://www.facebook.com/GaleriaOlhodeAguia

O projeto

 
O projeto Imagem sem Fronteiras levará, ao longo de 2012, os maiores fotojornalistas contemporâneos para Taguatinga. Mensalmente, um consagrado repórter fotográfico irá expor suas obras e realizar palestras e bate-papos com o público da cidade. O objetivo é contribuir para a disseminação da cultura fotográfica e incentivar a formação de profissionais e estudantes de Fotografia, Cinema e Jornalismo.
 
Participarão do Imagem sem Fronteiras cinco fotojornalistas brasileiros e cinco estrangeiros, vindos de países como Espanha, França, Estados Unidos e México. Esse intercâmbio cultural envolverá profissionais com obras publicadas em importantes veículos midiáticos do mundo. Registros de momentos marcantes da história nacional e mundial, como guerras, revoluções políticas e glórias esportivas, serão apresentados ao público.
 
Com financiamento do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) do Distrito Federal, as atividades do projeto serão realizadas na Galeria Olho de Águia, em Taguatinga Norte.

A galeria

 
A Galeria Olho de Águia foi criada em 2002, na Praça da CNF de Taguatinga Norte, pelo fotojornalista Ivaldo Cavalcante. Idealizada para abrigar o acervo do seu criador, o espaço foi, pouco a pouco, tomando forma e se tornou um local de trocas de ideias e de experiências sobre o mundo da fotografia.
 

Dividido entre a Galeria Olho de Águia e o Bar Faixa de Gaza, o espaço já abrigou vários eventos e atividades culturais, como exposições, mostras de filmes, feiras fotográficas e pocket shows. Foi locação do curta-metragem Brasília, título provisório, filme ganhador do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2008, pelo júri popular.
 
Em uma ambientação rock,n roll, a galeria possui palco para pocket shows, jukebox, bar próprio, coleção de vinis e uma biblioteca fotográfica com livros, revistas e vídeos, batizada como Biblioteca Gervásio Batista. Além das atividades do Imagem sem Fronteiras, o espaço desenvolve feirão de materiais fotográficos, oficinas e outras atividades. 



Exposições - Convidados

 
Em cartaz: Evandro Teixeira - de 29 de junho a 21 de julho
 
Nascido em Irajuba, no interior da Bahia, em 1935, Evandro Teixeira soma 55 de fotojornalismo. Desde o início da carreira, em 1957, foram centenas de coberturas, prêmios internacionais, seis livros publicados e exposições realizadas no Brasil e no exterior. Entre as premiações que recebeu estão o Prêmio Especial da Unesco no Concurso Internacional "A Família", em Tóquio (1993), e os Prêmios do Concurso Internacional da Nikon, no Japão (1991 e 1975), e da Sociedade Interamericana de Imprensa, em Miami (EUA), com a lendária foto “A queda da moto.”

Foto: Sayão, Agência EFE

No primeiro livro lançado, “Fotojornalismo”, estão registros de acontecimentos marcantes, desde a década de 60, fundamentados por textos exclusivos de autores Carlos Drummond de Andrade. Publicou ainda “Canudos, 100 anos” (1997); “O Livro das Águas” (2002), com o impacto do programa de irrigação na vida dos sertanejos do Rio Grande do Norte; “Vou Viver” (2004), com fotos sobre a morte do poeta chileno Pablo Neruda e registros da ditadura chilena da década de 70; e “68 Destinos/Passeata dos 100 mil” (2008), com cenas do Golpe Militar do Brasil.
Em 1994, Evandro teve seu currículo incluído na Enciclopédia Suíça de Fotografia. Suas fotos também integram o acervo de museus da Suíça e da Colômbia, além do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, do Masp e do Museu de Arte Contemporânea, ambos em São Paulo. Realizou exposições individuais nas principais capitais do mundo e em várias cidades do Brasil, além de ser jurado de prêmios nacionais e internacionais de fotografia/jornalismo. Em 2004, teve sua vida e obra retratada no documentário “Evandro Teixeira: Instantâneos da Realidade”. Desde 1963, fotografa para o Jornal do Brasil.

Encerrada: Severino Silva - de 25 de maio a 9 de junho
 
Nascido em Pirpirituba, sertão da Paraíba, Severino Silva tem uma das trajetórias mais importantes no fotojornalismo brasileiro. Com 53 anos de idade e 22 anos de profissão, o fotógrafo tem nas questões sociais e na ética a matéria-prima de sua documentação jornalística, principalmente na cobertura de conflitos urbanos das favelas cariocas. 
 
 
É considerado no Brasil e na Europa como um dos mais importantes fotojornalistas de hard news em atividade, estando na lista dos melhores fotógrafos de crimes urbanos reconhecidos pelo jornal inglês The Guardian. No currículo, estão passagens pelos jornais O FluminenseA NoticiaO PovoO Globo e, atualmente, no O Dia
 
Já conquistou prêmios consagrados, como o Nikon (91/92), o 6º Salão de Fotografia e o Líbero Badaró, dentre outros que o fizeram ser reconhecido mundialmente no mundo da reportagem fotográfica. Severino Silva acredita que a arte de fotografar vem de um dom e da união entre o olhar e a técnica.


Encerrada: Gervásio Baptista - de 28 de abril a 12 de maio

O baiano Gervásio Baptista deu seus primeiros cliques ainda aos 9 anos de idade, quando trabalhou no laboratório fotográfico de um amigo do pai. Nascido em Salvador, o repórter fotográfico soma em seu currículo fotos polêmicas de todos os presidentes nacionais, desde os anos 50, momentos inesquecíveis de copas do mundo e registros de fatos marcantes do cotidiano e da história nacional e mundial, como a Guerra do Vietnã. 


A carreira sólida do fotojornalista iniciou nos anos 40, quando recebeu uma proposta de emprego de Assis Chateaubriant, depois de recusar-se a devolver um filme fotográfico contendo poses constrangedoras do empresário. Nessa trajetória, cobriu revoluções, guerras, idas e vindas de presidentes e regimes políticos. Entre suas principais fotos estão a de Juscelino Kubitschek com a cartola na mão, durante a inauguração de Brasília, e a polêmica foto de Tancredo Neves no hospital, após a cirurgia que o afastou da presidência.

Parte de sua obra se perdeu, mas, ainda hoje, aos 88 anos de idade, Gervásio Baptista continua a clicar as entranhas da história política nacional. Em 2008, o Supremo Tribunal Federal promoveu a exposição Gervásio Baptista - 50 anos de fotografia. As fotos expostas podem ser vistas no site do STF.Acesse http://imagemsemfronteiras.blogspot.com.br/

Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 317
Desde 15/05/2011: 5.596.262
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim