SiteJornalOlhodeAguia
Not?cias
06/10/2011 17:34
Fot?grafo paulistano, Zarella Neto, exp?e ?O Costureiro? em Lisboa.

Reconhecido no mercado publicitário, o autor da polêmica obra “Nossa Senhora do Crack” faz sua primeira individual fora do Brasil
 
Nosso mundo por sua vez, está esvaziado do simbólico. As formalidades e cerimônias, nele provocam impaciência. A linha que trança a carne passou a ser puramente um procedimento técnico da medicina, ainda que esta tenha como finalidade também preservar a vida – Sérgio Franco (produtor cultural)
 
Em sua primeira individual, o fotógrafo Zarella Neto, apresenta na Europa a força de seu trabalho autoral. “O Costureiro” foi um dos projetos selecionados pela Galeria Colorida (www.colorida.pt), em Lisboa, para representar a arte brasileira em Portugal. A mostra, em cartaz desde o dia 10 de setembro segue até 1º de novembro sob a curadoria de José Roberto Moreira.
 
Escolhida por seu ineditismo, a série de nove ampliações fotográficas traduz a luta desesperada pela vida e a costura de novas tramas em busca do renascimento. Zarella cria em “O Costureiro” uma redenção simbólica e com ela reconstrói o mundo. O real e o absurdo, o profano e divino, a beleza e horror são representados na primeira individual deste jovem artista. “A liturgia de Zarella é puramente simbólica na busca pelo renascimento”, diz Sérgio Franco sobre o trabalho do artista.
 
Fotógrafo profissional, Zarella Neto tem em seu currículo dois Leões de Bronze conquistados no Festival de Cannes. Acostumado com a linguagem da área publicitária, o artista trilha há algum tempo um caminho autoral. A realidade fotografada por ele resulta em trabalhos expostos em uma galeria de fotos disponível em seu site www.zarellaneto.com.br.
 
As alegorias presentes nas imagens captadas conduzem à criação deste e de outros trabalhos. Neles, o fotógrafo diante dos absurdos confere um sentido à realidade. ficcional ou não, é dessa realidade, que em 22 de julho concebeu a polêmica obra “Nossa Senhora do Crack” (http://bit.ly/oKfazE), instalada na rua Apa, no bairro de Santa Cecília (SP). O trabalho demandou cuidados desde a procura da imagem com características específicas – encontrada no Interior de São Paulo - até a montagem da obra no reduto da Cracolândia.
 
Criada para chamar a atenção da sociedade e do poder público, a santa recebeu críticas e elogios, além da presença de curiosos. Devido a grande movimentação, dias depois a obra foi destruída pelos próprios usuários de Crack. O fim da imagem para o artista não foi algo inesperado, para ele a obra cumpriu seu papel.
 
Instalado em um Galpão antigo na região central de São Paulo, Zarella procura constantemente se manter próximo da realidade que o cerca. Sua câmera retrata desde cenários, pessoas, até histórias cotidianas que poderiam se perder. Estes elementos se tornam matéria prima para pesquisa de seu trabalho autoral. 
 
• Sobre zarella neto
Fotógrafo profissional, brasileiro, 33 anos, nasceu e reside em São Paulo, Brasil. Criador do estúdio Kott, atua principalmente no mercado publicitário brasileiro e internacional assinando campanhas para grandes marcas e agências como: Toyota, General Motors, Motorola, Nestlé, Electrolux, Ford, Procter & Gamble, Goodyear, Nike, etc. Em parceria com as agências F/Nazca, McCann Erickson, Ogilvy, Young & Rubicam, Dentsu Latin America entre outras. Trabalhou na Folha de São Paulo durante oito anos, sendo office-boy, auxiliar de redação, diagramador e fotógrafo freelancer. Tem em sua formação sete anos de assistência fotográfica com grandes fotógrafos brasileiros. Thelma Vilas Boas, Luiz Crispino e Mauricio Nahas. Duas vezes ganhador do Leão de Bronze do Festival de Cannes com peças para o Exército da Salvação em 2007 e produto de limpeza Brilho Fácil em 2006. Ganhador do prêmio El Ojo Iberoamérica em 2005 com a campanha "Parafusos" da agência McCann Erickson, cliente Goodyear. Foi quatro vezes finalista do prêmio Conrado Wessel de Fotografia, participando dos livros e das exposições na Sala São Paulo e no MASP. Em 2001, expôs na Semana Brasileira de Fotografia. Participou como artista convidado no festival de arte da cidade de São Paulo, Virada Cultural, expondo gigantografias nas ruas das cidades.
 
Conheça mais em: www.zarellaneto.com.br
 
• SERVIÇO
 
Exposição: “O Costureiro” – Zarella Neto
Abertura: 10 de setembro
De 11 de setembro a 1º de novembro de 2011
Local: Galeria Colorida • Costa do Castelo – Lisboa | Portugal
Horário de funcionamento: de terça a sábado, das 13h30 às 19h
Grátis
Informações técnicas: 9 ampliações fotográficas em papel fibra de celulose – 75 cm de altura x 1 metro de largura
 
Andréia Lima
Baobá Comunicação, Cultura e Conteúdo
Rua Porangaba, nº 149, Bosque da Saúde
04136-020 - São Paulo - SP
+55 11 3482-2510 | +55 11 3482-6908   Visite nosso site

Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 388
Desde 15/05/2011: 5.288.557
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim