SiteJornalOlhodeAguia
Not?cias
18/02/2019 07:13
Don McCullin é um fotógrafo de guerra. Apenas não o chame de artista. Por Alex Marshall

 

Crédito decréditoNik Wheeler

Don McCullin é um fotógrafo de guerra. Apenas não o chame de artista.

Sua câmera capturou conflitos da Irlanda do Norte ao Vietnã. Uma exposição na Tate Britain em Londres mostra alguns de seus melhores trabalhos.

Crédito decréditoNik Wheeler

Alex Marshall

Por Alex Marshall 

LONDRES - “Eu não sou artista”, insistiu recentemente o fotógrafo Don McCullin. Foi uma afirmação desconfortável, até porque McCullin estava na galeria Tate Britain, em Londres, no meio de uma grande retrospectiva de seu trabalho , que começa na terça-feira e vai até 6 de maio.

"Eu tenho lutado contra essa palavra toda a minha vida", disse McCullin, 83 anos. “Os fotógrafos americanos querem ser chamados de artistas. Sou fotógrafo e aguento isso.

McCullin começou a fotografar na década de 1950 em uma área da classe trabalhadora do norte de Londres. Ele primeiro atirou em seus amigos, que eram membros da Guvnors, uma gangue local cuja notoriedade ajudou a colocar as fotos de McCullin no jornal The Observer. Dentro de uma década, ele foi enviado para cobrir conflitos violentos em Chipre, e ele tem sido incapaz de escapar dos campos de batalha desde então. Em 2017, ele foi para a Síria para fotografar antigos templos danificados pelo Estado Islâmico.

McCullin disse que não queria glamourizar a guerra, mas que não podia escapar do que viu. "Eu me sinto triste, minhas fotos não mudaram nada", acrescentou. "Assim que uma guerra terminou, outra deu certo."

Ele reconheceu que tinha uma coisa em comum com grandes artistas: a emoção. "Você não pode fazer essas fotos sem isso", disse ele. Dando uma volta pela exposição, ele apontou as fotos que eram mais importantes e emocionais para ele. Aqui estão alguns trechos editados de suas explicações sobre as imagens.


 
CréditoDon McCullin
Imagem
CréditoDon McCullin

Foi quando eu estava tateando na fotografia. É a minha primeira foto que foi publicada.

Eu não estava pensando em nada quando eu peguei. Eles disseram: “Pegue sua câmera e tire algumas fotos.” Mas foi a foto que me colocou no caminho da fotografia. Graças a Deus, caso contrário, ainda estaria saindo com eles.

 

 

Você tem artigo livre s restante.

 

Inscrever-se no The Times
 
 

Ter um passado duro me deu empatia. Isso me fez conhecer violência, pobreza, intolerância. Esta foi a minha universidade.


 
CréditoDon McCullin

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 286
Desde 15/05/2011: 5.436.264
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim