SiteJornalOlhodeAguia
Noticias
06/06/2017 09:12
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros passa a ter 240 mil hectares de área protegida.Foto:Haissam Massouh
Antes, a reserva ocupava 65 mil hectares. Em solenidade para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, outras duas unidades de conservação nacionais tiveram seus territórios aumentados. Governo de Brasília participou das tratativas em conjunto com o Execu

 GABRIELA MOLL, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Principal unidade de conservação do Cerrado, o território do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, agora será de 240 mil hectares. O decreto assinado pelo presidente da República, Michel Temer, na manhã desta segunda-feira (5) aumenta a área que, em 2001, foi eleita patrimônio mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O local, que antes tinha 65 mil hectares, concentra a maior biodiversidade do planeta, além de conservar nascentes de bacias hidrográficas do Brasil. “Com essa medida, vamos preservar 34 espécies da fauna e 17 da flora que estão ameaçadas de extinção”, destacou o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, na solenidade para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, no Palácio do Planalto.

Ele definiu a iniciativa como histórica para o Brasil e para o Cerrado, bioma que abrange mais de um quarto do território nacional e que é uma das regiões mais afetadas pelo desmatamento em todo o mundo. “O tempo da natureza é absoluto e implacável, precisamos reverter esse processo de destruição do nosso ecossistema”, reforçou o ministro.

Com o marco legal, além dos municípios de Alto Paraíso, Cavalcante e Colinas do Sul, que já eram abrangidos pelo parque desde a criação, em 1961, os novos limites incluem parte de Teresina de Goiás, Nova Roma e São João da Aliança.

Para viabilizar a ampliação, o governo de Brasília foi chamado para encontrar uma solução junto ao governo de Goiás. De acordo com o secretário do Meio Ambiente, André Lima, o DF participou ativamente das tratativas e propôs que o governo de Goiás usasse o mecanismo de compensação ambiental nas áreas protegidas.

“A maior parte dos turistas que frequentam a chapada ou são de Brasília ou passam por aqui. Temos que investir em estratégias para potencializar o turismo na região”André Lima, secretário do Meio Ambiente do DF

“Depois da ampliação, as áreas de propriedade de Goiás receberão títulos de valor econômico do governo federal, o que permitirá que o estado regularize e dê segurança jurídica para produtores agrícolas nos próximos anos”, explica o titular da pasta do Meio Ambiente do governo de Brasília.

Segundo ele, em dez anos, a movimentação econômica oriunda da compensação ambiental em áreas desmatadas ilegalmente pode chegar a R$ 2 bilhões. “Ganha a sociedade, o ecoturismo da região e os produtores rurais”, avalia.

Além dos benefícios da conservação do Cerrado, a ampliação atinge o Distrito Federal no âmbito econômico, de acordo com o secretário, pela proximidade de 250 quilômetros entre Brasília e o parque nacional.  “A maior parte dos turistas que frequentam a chapada ou são de Brasília ou passam por aqui. Temos que investir em estratégias para potencializar o turismo na região”, aposta.

Unidades de conservação foram ampliadas e um parque nacional foi criado

Outras duas unidades de conservação federais tiveram suas áreas ampliadas, a Estação Ecológica do Taim, no Rio Grande do Sul, que passa de 10,7 mil para 32,7 mil hectares, e a Reserva Biológica União, no Rio de Janeiro, que ganha 6 mil hectares, passando dos atuais 2,5 mil para 8,6 mil hectares.

O aumento das áreas será fundamental para fomentar políticas de conservação mais efetivas, como ressaltou Michel Temer após as assinaturas.

O presidente promulgou o Acordo de Paris, que trata da mudança climática no planeta, em vigor no País desde novembro de 2016. O chefe do Executivo reafirmou o compromisso do Brasil com o tema e disse reconhecer a importância do acordo. “Não há mais espaço para crescimento sem sustentabilidade”, afirmou.

79 milhõesQuantidade de hectares de áreas protegidas em todo o território nacional

O governo federal também instituiu a criação do Parque Nacional dos Campos Ferruginosos, no Pará, que será demarcado em um espaço de 79,9 mil hectares. Feito por meio de termo de compromisso celebrado entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a mineradora Vale, o território abrange os municípios de Paraupebas e Canaã dos Carajás.

A unidade de conservação tem como característica a vegetação de campos rupestre ferruginosos, com ecossistema rico em ferro, flora e fauna raras, além de ecossistemas aquáticos e cavernas.

O Brasil conta com uma área total de mais de 79 milhões de hectares de áreas de preservação ambiental em unidades de conservação. O número representa quase 10% do território nacional. Com as ampliações, o País passa a ter 347 mil hectares de áreas protegidas a mais nos biomas Cerrado, Mata Atlântica, Amazônia e Marinho Costeiro.

EDIÇÃO: PAULA OLIVEIRA

Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 1.137
Desde 15/05/2011: 4.508.260
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim