SiteJornalOlhodeAguia
Noticias
19/04/2017 10:39
João Silva (Fotojornalista) Residência:Joanesburgo Nacionalidade:Portugal português

Resultado de imagem para joao silva fotografo portuguêsResultado de imagem para joao silva fotografo portuguêsResultado de imagem para joao silva fotografo portuguêsResultado de imagem para joao silva fotografo português

Biografia

João Silva nasceu em Lisboa em 1966 mas mudou-se ainda jovem com os pais para a África do Sul, onde vive até hoje com a sua família. Começou a tirar fotografias e a ganhar o gosto em 1989 e percebeu que queria fazer isto da sua vida quando fotografou uma jovem negra a ser golpeada com uma foice por outras mulheres em Thokoza. João decidiu que não queria apenas ser fotógrafo mas sim repórter de guerra.

Iniciou a sua carreira como fotojornalista no jornal local sul-africano Alberton Record. Já em 1991, começa a trabalhar no diário de Joanesburgo: The Star. Em 1994, junta-se como fotógrafo à agência Associated Press. A partir daí, João começou a fazer, de forma regular, trabalhos freelancer para o The New York Times. Em 2000, ganha um contrato com este jornal, para o qual trabalha ainda hoje.

A nível profissional, o fotojornalista é considerado um dos membros do grupo Bang-Bang Club, um grupo de fotojornalistas que cobriu e captou os melhores e piores momentos do fim do apartheid na África do Sul. Com o objetivo de mostrar a realidade do grupo, escreveu com um dos outros membros, Greg Marinovich, o livro com o mesmo nome do grupo: The Bang-Bang Club. O livro foi adaptado ao cinema em 2010. Publicou também, em 2005, o livro In the Company of God, um livro em forma de compilação fotográfica do trabalho de João sobre os xiitas no Iraque pós-Saddam.

Em 2010, dá-se o episódio mais violento não só a nível profissional mas também pessoal. No sul do Afeganistão, enquanto acompanhava as tropas norte-americanas, pisou uma mina e ficou sem as duas pernas.

 

Uma fatalidade sobejamente conhecida roubou-lhe as duas pernas mas não a coragem e muito menos a vontade de viver. João Silva, um dos mais prestigiados fotógrafos de guerra do mundo, e coautor do livro Bang-Bang Club, foi recentemente agraciado com a Ordem da Liberdade.

Até onde se pode ir para obter uma boa imagem? Uma foto vale uma vida?

A cobertura de conflitos é perigosa para todos os envolvidos, mas os fotógrafos são, talvez, os mais expostos. Bang-bang Club é um retrato vivo e extremamente pessoal sobre a guerra e o fotojornalismo, escrito por dois homens cuja vida e trabalho testemunham até onde um jornalista está disposto a ir para contar a verdade.

Durante os últimos e sangrentos dias do apartheid, quatro jovens fotógrafos, amigos e simultaneamente concorrentes, juntavam-se para fazer a cobertura da violência que assolava as cidades segregadas para negros na África do Sul. Greg Marinovich e João Silva contam a história comovente do Bang-Bang Club, uma alcunha dada aos quatro amigos pela imprensa sul-africana e internacional por causa dos extremos intrépidos, e por vezes imprudentes, a que muitas vezes chegavam no intuito de captar em película as imagens violentas do conflito.

Ken Oosterbroek, Kevin Carter, vencedor do Prémio Pulitzer com a célebre fotografia da criança e do abutre, Greg  Marinovich e João Silva não só trabalharam juntos com arriscaram a vida juntos. É precisamente com a morte de Ken, vítima de uma bala perdida que começa a narrativa de Bang-Bang Club, um livro complexo, profundo e inesperado sobre a natureza humana.

Sobre Bang-Bang Club

«Uma história apaixonante, por vezes incómoda e eticamente complexa, de uma situação de guerra e de brutalidade humana.»  Philadelphia Weekly

«Esta obra é um testemunho marcante de uma situação de guerra.»  Booklist

João Silva é fotojornalista do New York Times e um dos mais experientes e prestigiados do mundo. As muitas distinções pelo seu trabalho incluem, por exemplo, a de Fotógrafo do Ano da Imprensa Sul-Africana em 1992. Em Outubro de 2010, quando estava em reportagem no Afeganistão, ficou gravemente ferido ao pisar uma mina, tendo-lhe sido amputadas as duas pernas. Cerca de nove meses depois, já fotografava para a primeira página do New York Times, mostrando a sua forte determinação.

Greg Marinovich é realizador de documentários, fotógrafo e escritor. Tem trabalhado como freelancer para várias publicações internacionais, designadamente TimeNewsweekNew York TimesWashington Post e Associated Press. Ganhou numerosos prémios pelas suas fotografias, incluindo o Prémio Pulitzer na categoria de Fotografia Instantânea, em 1991.

PVP: 16,80 €

304 Páginas (+ extratextos)

Tradução de Ana Glória Lucas

João Silva (fotógrafo)

João Paulo da Costa da Silva GOL (Lisboa, 9 de Agosto de 1966) é um fotógrafo luso-sul-africano baseado em Joanesburgo.[1]Notabilizou-se pelo seu trabalho em cenários de guerra, bem como pelo acompanhamento que fez do fim do apartheid na África do Sul, sendo um dos 4 membros do "Bang Bang Club".

Em Outubro de 2010, ficou gravemente ferido num acidente com uma mina antipessoal no sul do Afeganistão.[2][3] Devido a gravidade dos ferimento, o fotógrafo teve as pernas amputadas. Segundo o relato da jornalista Carlotta Gall, Silva continuou a fotografar, mesmo enquanto estava ferido.[4]

No final de Julho de 2011 - após passar por um longo processo de readaptação motora com próteses - voltou a trabalhar como fotojornalista.[5]

A 15 de Março de 2012, na Embaixada de Portugal em Pretória, por intermédio do Embaixador João Ramos Pinto, recebeu o grau de Grande-Oficial da Ordem da Liberdade,[6] com o qual tinha sido agraciado a 10 de Junho de 2011, dia do ano em que é celebrado o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.[7][8]

Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 567
Desde 15/05/2011: 5.447.261
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim