SiteJornalOlhodeAguia
Noticias
17/10/2016 14:56
Projeto Retratos Contemporâneos realiza encontros em Belém.periodo de 08 a 12 de novembro.Local: Centro Cultural Sesc Boulevard (Av. Boulevard Castilho França, 522/523 - em frente à Estação das Docas)

 

Exibindo RETRATOS CONTEMPORANEOS BANNER.jpg

Projeto Retratos Contemporâneos realiza encontros em Belém

Artistas visuais de Minas, São Paulo e da capital paraense integram a programação

 

Olhar a sociedade através de seus rostos. Na multiplicidade da selfie digital, qual é o lugar do retrato na pintura contemporânea? Essa visibilidade diferenciada que o retrato pictórico proporciona é um dos temas do projeto “Retratos Contemporâneos”, criado pelo artista visual Éder Oliveira e contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais, do Ministério da Cultura. As ações se iniciam no dia 08 de novembro, às 19hs, com uma roda de conversa entre ele e os artistas Armando Sobral (PA), Ernesto Bonato (SP) e Fábio Baroli (MG), com mediação de Marisa Mokarzel. Na mesma semana também haverá a realização de workshops com os convidados. As ações, que serão gratuitas, contarão com intérprete simultâneo de LIBRAS e ocorrerão no Centro Cultural Sesc Boulevard. Todas as informações e a programação completa podem ser encontradas no sitehttp://www.ederoliveira.net/retratoscontemporaneos.

Bem antes da enorme quantidade de imagens produzidas no século XXI, ser retratado era um privilégio dos poucos e ricos que podiam pagar pelo serviço de um pintor. Era, então, uma outra dinâmica de representação de si e servia para diferenciar classes sociais. Já hoje, com o celular na mão, o retrato tornou-se o tipo de representação mais produzido (e reproduzido).

Belém será palco de encontros entre o público e quatro artistas que trabalham o retrato na pintura contemporânea. Armando Sobral e Ernesto Bonato tem aproximações com as técnicas dos grandes mestres e são alguns dos principais nomes da xilogravura do país. Já Éder Oliveira e Fábio Baroli tem trabalhos que abordam temáticas sociais. Oliveira usa a fotografia como ponto de partida para a realização de suas obras, seus retratados estão constantemente nas páginas policiais da capital paraense. A partir da foto é que ele dá início a um processo de representação, não só do indivíduo, mas também da sociedade. Baroli também trabalha com a realidade, um flagrante no cotidiano. Como uma colagem de imagens, ele questiona a própria tradição da pintura em suas obras.

 

DESCENTRALIZAÇÃO DO DEBATE

O projeto “Retratos Contemporâneos” tem o objetivo principal de propiciar a troca de saberes, poéticas e técnicas entre artistas de diferentes estados (PA, MG e SP) e a comunidade.

A roda de conversa será a oportunidade de motivar o debate, o diálogo e intercâmbio de experiências entre o público presente e os artistas convidados, pois o cenário cultural contemporâneo sujeita o artista à exigências e desafios cada vez maiores bem como à necessidade de uma renovação constante dentro da paisagem cultural brasileira.

Já as Práticas Abertas funcionarão como workshops. Durante quatro dias o espaço será um atelier coletivo. A cada dia um artista irá mostrar para o público suas experiências e sua forma de produzir, abordando seus processos criativos e as técnicas envolvidas em suas produções de retratos. Para essa ação haverá a necessidade de inscrição (gratuita e online) para seleção dos participantes. Elas serão realizadas através do linkhttp://migre.me/vcLR3 no período de 17 de outubro a 02 de novembro.

Além disso, os artistas convidados do projeto participarão de vivências através de visitas a ateliers de Belém, tudo, segundo Éder Oliveira, com o intuito de “potencializar o intercâmbio e compartilhamento das pesquisas, poéticas, reflexões e desafios que acompanham seus trabalhos”.

 

 

Confira a programação:

 

Mesa Redonda

Conversa: O Retrato Contemporâneo

Os artistas Armando Sobral (PA), Éder Oliveira (PA), Ernesto Bonato (SP) e Fábio Baroli (MG) conversarão com o público a respeito da produção contemporânea de retratos pictóricos nas artes visuais, a partir de seus trabalhos, pesquisas e poéticas. Mediação da curadora Marisa Mokarzel.

08/11 (terça-feira), das 19 às 20h.

 

Workshops

Práticas Abertas

Nas Práticas Abertas, diariamente um artista mostrará ao público parte de seu fazer no âmbito do retrato e da figura humana. A metodologia poderá variar entre a exposição do processo criativo ou mesmo pela demonstração prática com cada artista, em um ambiente propício para a experimentação e a troca de experiências.

09/11, de 09 às 12h, com Armando Sobral

10/11, de 09 às 12h, com Fábio Baroli

11/11, de 09 às 12h, com Éder Oliveira

12/11, de 09 às 12h, com Ernesto Bonato

 

*Todas as ações serão realizadas no Centro Cultural Sesc Boulevard.

 

 

OS ARTISTAS

 

Armando Sobral trabalha e vive entre Belém e Brasília. Artista Plástico graduado pela Fundação Armando Álvares Penteado. Cofundador do Atelier Piratininga, em São Paulo. Foi professor da Universidade Federal do Pará entre os anos de 2003 e 2005. Coordenou o atelier de gravura da Fundação Curro Velho, em Belém, entre os anos de 2001 e 2006. Fundou o Atelier do Porto, também em Belém, em 2008. Vem prestando assessorias para instituições culturais do Estado na área de políticas públicas.

 

Éder Oliveira trabalha e vive em Belém. Nascido em Timboteua, região do Salgado paraense. Licenciado em Educação Artística - Artes Plásticas pela Universidade Federal do Pará. Pintor por ofício, desde 2004 desenvolve trabalhos relacionando retratos e identidade, tendo como objeto principal o homem amazônico. Com esse tema, participou de diversas exposições individuais e coletivas. Recebeu prêmios como Lingen Art Prize (Alemanha, 2016), Bolsa Funarte de Produção em Artes Visuais (Brasil, 2015) e 2º Grande Prêmio do Salão Arte Pará (2007).

 

Ernesto Bonato é de São Paulo. Gravador, fotógrafo, pintor e curador. Graduado e Mestre em Artes Plásticas pela Universidade de São Paulo. Teve trabalhos apresentados em mais de 190 exposições individuais e coletivas no Brasil e outros 28 países. Participou da criação do serviço educativo do MASP em 1997. Foi professor em instituições como FAAP e Centro Universitário SENAC. É cofundador do Atelier Piratininga (SP). Desde 2009 passou a dedicar-se a pintura, sobretudo o retrato. Atualmente mora e trabalha em Campinas.

 

Fábio Baroli vive e trabalha em Uberaba (MG). É formado em Artes Visuais pela Universidade de Brasília. Utiliza a linguagem da pintura como suporte para desenvolver sua poética, que lida com os conceitos da apropriação, do erotismo e questionamentos sobre o regionalismo e o imaginário infantil. Recebeu prêmios como o 1º Prêmio Espaço Piloto de Arte Contemporânea (2009), o 9º Salão de Artes Visuais de Guarulhos (2009) e o Prêmio Aquisição do 28° Salão Arte Pará. Possui obras no acervo do Museu Nacional de Brasília, Fundação Romulo Maiorana, Museu de Arte do Rio, entre outras instituições.

 

SERVIÇO: Projeto Retratos Contemporâneos realiza encontros em Belém. No site http://www.ederoliveira.net/retratoscontemporaneos está disponível a programação completa. Programação gratuita e acessibilidade para Libras. Local: Centro Cultural Sesc Boulevard (Av. Boulevard Castilho França, 522/523 - em frente à Estação das Docas). O projeto foi contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais, do Ministério da Cultura. Contato: (91) 99254-2347; debbrabelo@gmail.com (ASCOM).Armando Sobral - auto retrato

Armando Sobral - auto retrato

 Exibindo Armando Sobral - auto retrato.jpgExibindo Pintura de Éder Oliveira_foto_Filipe Berndt.jpg.jpg

Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 635
Desde 15/05/2011: 5.654.374
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim