SiteJornalOlhodeAguia
Not?cias
26/01/2016 11:48
Daniel Rodrigues um fot?grafo portugu?s.

-- A história foi publicada no Dpreview, mas acho que 90% de quem trabalha com fotografia e começou do zero vai se identificar com as circunstâncias. Sei que existem fotógrafos que começam a carreira com os melhores equipamentos e um estúdio bem situado, mas se você não é um destes Semi-Deuses e teve que ralar, como eu, desde a primeira câmera reflex (no meu caso uma de filme), então você vai sentir que o fotógrafo portuguêsDaniel Rodrigues é um dos nossos e teve o privilégio de continuar na carreira fotográfica por uma cartada do destino.

Daniel é fotojornalista freelancer e se viu em graves problemas financeiros no ano de 2012. Sabe quando a coisa aperta e não tem para onde correr? Então, ele se viu forçado a dispensar funcionários de sua pequena agência e cortar custos. Como a coisa ficou muito feia chegou àquela hora de tomar uma decisão que literalmente corta o coração de qualquer fotógrafo que leva a profissão com paixão: vender o equipamento para pagar as contas e comprar comida. Pode parecer uma coisa extrema, mas o Mercado Livre e os fóruns de fotografia estão cheios de anúncios de equipamentos por preços baixos de gente que precisa desesperadamente de dinheiro.

A vida de fotógrafo estava acabada para Daniel Rodrigues, pelo menos por um bom tempo, mas o destino quis intervir na história e deu um grande presente para ele. Apenas alguns meses depois de ter se desfeito de seu equipamento, uma de suas fotos ganhou o primeiro lugar no World Press Photo na categoria Vida Quotidiana. A foto foi feita em uma aldeia de Guiné-Bissau durante uma ação humanitária de que ele fazia parte e mostra adolescentes em uma partida de futebol improvisada. E o que rendeu para o rapaz todo o prestigio de ganhar o mais importante concurso de fotografia jornalística do mundo? O patrocínio de um banco local e da Canon que o equipou agora com uma Canon EOS 5D Mark III, lentes e acessórios, além de agora estar trabalhando em um projeto do governo de Lisboa.Nada mal para quem estava no fundo do poço. Talvez essa seja uma lição que nos leva a nunca deixar de acreditar, por mais que a realidade diga para você que não é possível.Fonte:http://meiobit.com/

 

O português Daniel Rodrigues, de 25 anos, venceu o World Press Photo, na categoria “Daily Life”. A vida do fotógrafo de Famalicão deu nova reviravolta em poucas horas.

Daniel está desempregado desde Setembro, altura em que desistiu do foto-jornalismo por se encontrar numa situação de emprego precário e vendeu o material fotográfico “para conseguir sobreviver”, mas a fotografia que tirou de crianças a jogar à bola na aldeia de Dulombi, na Guiné-Bissau, já está a mudar-lhe a vida.

“Sempre quis ganhar o World Press Photo, mas nem acredito no que aconteceu. Foi a primeira vez que concorri. E foi um colega meu que me ligou de manhã. Eu ainda não sabia porque não tinha visto o email“, diz Daniel Rodrigues ao P24.

“Pelos vistos, parece que agora a Canon Portugal vai disponibilizar-me uma 6D e uma 24-75″, conta, explicando que trabalhou “como freelancer, a recibos verdes” até perceber que “não compensava”.

“Desisti e tentei encontrar emprego noutra área. Pensei inclusive em ir para fora do país, mas seria sempre para fazer outra coisa porque já não tinha material”. O prestigiado prémio que acaba de vencer, e que corresponde a um valor pecuniário de 1.500 euros, vai ajudá-lo a começar de novo.

A fotografia com que venceu o World Press Photo foi tirada  em Março de 2012, na aldeia de Dulombi, na Guiné-Bissau, numa missão humanitária – a Missão Dulombi.

Estava na Guiné-Bissau há 2 dias e, quando chegou à aldeia aonde regressavam, pela primeira vez desde a guerra colonial, 2 ex-combatentes portugueses, viu as crianças a jogar à bola e juntou-se a elas. “Quando lá fui, estavam há mais de um ano sem aulas por causa da situação que o país atravessava”, recorda Daniel.

Daniel Rodrigues concorreu ao World Press Photo com outras fotografias, mas foi esta que mereceu a atenção do juri internacional. “Estive um mês  e 15 dias fora porque fui um dos portugueses que ficaram retidos no Mali, no golpe de Estado. Concorri com outras fotos do futebol, era um portefólio, mas à categoria de Desporto, com uma reportagem fotográfica sobre o Hospital de Galomaro, onde ficámos a dormir, com retratos de África, com fotos do golpe no Mali e fotos da vida quotidiana num sítio da Guiné-Bissau chamado Saltinho”, conta.

Apaixonado pelo continente africano, Daniel Rodrigues – que estagiou no Correio da Manhã, depois de ter estudado no Instituto Português de Fotografia, e passou recentemente pela Global Imagens, onde fotografou sobretudo para o Jornal de Notícias no Porto e no Norte –, acompanhou o grupo humanitário no Mali, onde ficaram retidos na sequência da tomada do Aeroporto de Bamako por militares.

“O meu sonho sempre foi ir a África. Surgiu a oportunidade de acompanhar a Missão Dulombi e eu aproveitei”, recorda Daniel, que, “se não arranjar emprego”, se juntará a uma nova missão em Dulombi, com início a 7 de Março.

    Daniel Rodrigues
    Fotógrafo
    Daniel Rodrigues é um fotógrafo português. Venceu o World Press Photo, na categoria "Daily Life". A fotografia que lhe garantiu o 1º prémio foi tirada em Março de 2012, numa missão humanitária, na aldeia de Dulombi, na Guiné-Bissau. Wikipédia
     
Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 797
Desde 15/05/2011: 5.593.164
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim